Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

13/03/2021

Dicas para educação infantil na quarentena

COVID-19 E APRENDIZAGEM EM CASA

DEZ DICAS PARA OS PAIS QUE NAVEGAM NAS NOVAS REALIDADES DA EDUCAÇÃO ONLINE

 

Com o COVID-19 causando o fechamento generalizado de escolas, as crianças em todo o país estão recebendo recursos alternativos, alguns online, para estudar fora da sala de aula. As soluções temporárias que estão sendo criadas para a educação à distância variam de ferramentas de sala de aula on-line, como o Google Sala de aula, a zoom e podcasts de professores. Enquanto os pais estão se adaptando a esse novo cenário, durante esse período também é importante ajudar os filhos a manter o foco no aprendizado e evitar o uso excessivo de jogos, mídias sociais e vídeos.

“Este é um momento estressante e imprevisível para todos, incluindo famílias, pais e filhos. Você pode ajudar seus filhos fornecendo-lhes uma estrutura e rotina, e sendo uma força positiva em sua educação ”, disse a Dra. Pamela Hurst-Della Pietra, presidente de Crianças e Telas: Instituto de Mídia Digital e Desenvolvimento Infantil.

Dez dicas para as famílias se ajustarem à nova realidade de aprendizagem em casa.

 

1. QUARENTENA DIGITAL

 

Considere limitar os telefones celulares e tablets de seus filhos até que as tarefas escolares sejam feitas de maneira satisfatória, para que possam receber toda a atenção. Aplicativos, jogos e recursos de mensagens são divertidos, mas também podem distrair. Pode não ser uma opção para todos, mas o ideal é dar a seus filhos um dispositivo dedicado, como um laptop escolar, para máximo aprendizado online.

 

2. CRIE ESPAÇO PARA A APRENDIZAGEM

 

Seus filhos realizarão seu melhor trabalho em um espaço tranquilo, confortável e dedicado ao aprendizado. Idealmente, será uma configuração diferente daquela onde eles normalmente jogam ou assistem televisão. Lembre-se de que as crianças ficarão neste espaço por muitas horas todos os dias, e os pais devem estar atentos a quaisquer problemas ortopédicos que possam surgir relacionados ao conforto e postura.

 

3. MONITORAR O (COMPUTADOR) MONITOR

 

Neste novo ambiente de aprendizagem, você pode ajudar monitorando os níveis de interesse e envolvimento de seus filhos na adaptação aos novos horários e materiais em casa. A maneira mais simples de fazer isso? Observação. Olhe para os olhos de seu filho para ver se eles estão acompanhando a tela. Verifique se eles estão fazendo anotações ou fazendo zoneamento. Faça perguntas no final de uma lição. Embora isso possa exigir uma hora de folga do trabalho ou sair para almoçar mais cedo, é importante confirmar se seus filhos estão realmente aprendendo. Se você achar que seu filho não está participando das aulas, não tenha medo de contatar o distrito escolar ou os professores para explorar melhor o problema. Às vezes, problemas técnicos facilmente solucionáveis, como áudio ruim, conexão ruim ou um ângulo de câmera inútil, podem fazer toda a diferença.

 

4. RECESSO DIGITAL

 

Certifique-se de que seus filhos façam muitas pausas para praticar atividade física e ficar longe das telas. Defina alarmes semelhantes aos que encontrariam na escola e incentive-os a se levantar, tomar um pouco de ar fresco, caminhar ou andar de bicicleta ou lanchar para não ficarem sedentários o dia todo.

 

5. FACETIME

 

A interação pessoal é ideal para crianças, mas até que seja seguro para eles voltarem à escola, incentive seus filhos a fazer videoconferências ou enviar mensagens de texto em vez de simplesmente navegar pelas mídias sociais. Você não quer que seus filhos se sintam socialmente isolados, mas, ao mesmo tempo, deseja protegê-los de se tornarem totalmente dependentes de seus dispositivos. Sente-se com seus filhos para conversas cara a cara sobre o tempo de tela. Para dar-lhes liberdade, discuta quanto tempo eles acham razoável gastar online e faça um “contrato”, comprometendo-se com as metas de horas na tela ou fora dela.

 

6. MANTENHA A VELHA ESCOLA

 

O uso excessivo do tempo de tela pode ter impactos adversos sobre os cérebros dos jovens, por isso é essencial nessas circunstâncias especiais ser extremamente cuidadoso quando se trata dos menores. Tanto quanto possível, os pais devem incentivar a leitura impressa e de livros. Se disponíveis, solicite livros didáticos da escola de seu filho junto com outros materiais impressos para compensar a quantidade de aprendizado online que eles farão. Estudos mostram que a educação a distância pode ser um desafio para todas as idades, mas especialmente para crianças pequenas, então faça o que puder e sempre erre pelo lado da cautela. Estimule a autoexpressão, tendo discussões com seus filhos sobre o que estão fazendo, e também incentive a escrita criativa e a narração de histórias imaginativas.

 

7. ESTAMOS TODOS NESTE JUNTOS

 

Lembre-se de que você não está sozinho nesta jornada. Verifique com outros pais o que eles acharam eficaz ou pergunte se precisam de ajuda. Compartilhe suas preocupações e dicas úteis. Se você precisar de informações de contato de outros pais ou recursos, entre em contato com o PTA ou a escola de seu filho. É importante que todos trabalhemos juntos como uma comunidade para o bem de nossos filhos e famílias.

 

8. PLANEJE SEU TRABALHO E TRABALHE SEU PLANO

 

Um bom planejamento pode aliviar o estresse dos filhos e dos pais. Verifique com seus filhos os planos deles e ajude-os a desenvolver uma programação escrita não apenas para o dia, mas para a semana como um todo. Ajude-os a priorizar e aprender a criar metas, tarefas e prazos, assim como os adultos fazem quando vão trabalhar. Tarefas que podem não ter sido difíceis para eles enquanto frequentavam a escola pessoalmente podem se tornar mais desafiadoras ao aprender em casa, por isso é importante reforçar os limites e oferecer incentivos para comportamentos saudáveis. Para evitar interrupções, algumas atividades após as aulas podem ser oferecidas por meio de aplicativos de vídeo online, Facetime ou Skype.

 

9. ISSO NÃO É FÉRIAS

 

Mesmo que ficar em casa sem estudar possa parecer um feriado, lembre seus filhos de que eles não estão de férias. Tarefas, notas, requisitos e testes como exames estaduais, SATs e ACTs não estão indo embora apenas porque as aulas estão online.

 

10. NÃO SE ESQUEÇA DE SE DIVERTIR

 

Planeje atividades fora da tela para toda a família. Entre as obrigações escolares e de trabalho, é raro que pais e filhos tenham tanto tempo juntos, então transforme isso em uma oportunidade para criar laços. Escreva previsões para um programa de TV que toda a família assista. Organize um torneio, jogos de cartas em família, charadas ou xadrez, ou saia para uma caminhada ou caminhada depois da escola. Siga as diretrizes da sua comunidade sobre comportamento seguro e eventos, é claro, mas certifique-se de encontrar tempo para se divertir com seus filhos.

 

Sem dúvida, este é um momento desafiador para pais, professores e crianças. Estudos mostram que o tempo de tela pode ter impactos positivos e adversos sobre as crianças, e a mudança para a educação online só aumentará o tempo de seus filhos com seus dispositivos.

 

“Esperançosamente, essas práticas de bom senso podem ajudar você e sua família a navegar neste novo terreno e tirar o máximo proveito do aprendizado em casa”, disse o Dr. Hurst-Della Pietra.